Reabilitação Oral

Clínica Geral

Check-ups de rotina, limpeza dos dentes e restaurações são algumas das práticas da clínica geral odontológica realizadas na Clínica Ayla.

Lentes de Contato Dentais

Também conhecidas como facetas de porcelana, é o processo que consiste na colocação de pequenas lâminas de porcelana sobre os dentes. É um tratamento muito requisitado por resolver rapidamente pequenas imperfeições, como cor, formato ou tamanho e comprimento dos dentes naturais. As principais vantagens são o clareamento dos dentes, prevenção de manchas, além de oferecer resultado rápido e duradouro.

Técnica preferida de estética dental entre famosos, a lente de contato para dentes usa facetas de porcelana para melhorar a aparência do sorriso de forma duradoura.

O uso de lente de contato dental é muito frequente entre estrelas de Hollywood e famosos do mundo inteiro, mas pode estar também ao seu alcance aqui na Ayla Harmonização e Saúde. A técnica de estética dental é uma das mais populares entre aqueles que precisam usar o sorriso como cartão de visitas.

Parece complicado, mas é muito simples. O procedimento utiliza facetas de porcelana para revestir os dentes, por isso o apelido “lente de contato dental”. Embora seja um procedimento estético, pode ajudar muito na reconstrução da sua autoestima e saúde mental.

Cada lente de contato é feita de acordo com a dentição do paciente, para que o resultado seja o mais natural e esteticamente perfeito possível. A durabilidade da faceta dentária é longa e pode ser de até 20 anos, embora haja variação de paciente para paciente, dependendo do cuidado empregado e dos hábitos de higiene.

Para conservar a lente de contato dental, é preciso investir em higiene e acabar com maus hábitos, como roer as unhas. As visitas ao seu dentista também não acabam com a colocação das facetas de porcelana, é preciso fazer manutenção e avaliação periódica do seu novo sorriso.

Clareamento Dental

Nesse processo são retirados os pigmentos do esmalte e a dentina dos dentes com um gel para estética bucal, tendo seu efeito potencializado pela luz do laser ou LED. O grau de clareamento varia de acordo com características como: idade, integridade e tonalidade dos dentes. É uma das melhores técnicas para conquistar um sorriso mais branco e brilhante.

Embora nossos dentes não sejam, por natureza, perfeitamente brancos, a maioria das pessoas acredita que pode melhorar o sorriso com dentes mais claros. O passar do tempo e o consumo de certas comidas e bebidas podem causar a pigmentação (manchamento) dos dentes. Entre esses alimentos estão café, chá, vinho e isotônicos. Fumar também pode causar manchas nos dentes.

O clareamento dental consiste em utilizar produtos químicos para alterar a coloração dos dentes, tornando-os mais claros e bonitos. Existem duas formas de fazer este procedimento: Em casa, pelo paciente, com os materiais e orientações do dentista, ou, ainda, ser realizado no consultório com a aplicação de produtos com a concentração indicada, obtendo um resultado mais rápido.

No clareamento dental o paciente recebe um kit contendo moldeiras, produtos e a orientação para utilizar em casa. Já no clareamento no consultório é utilizada a luz violeta com ou sem gel de baixa concentração, que proporciona o clareamento sem sensibilidade, e cujos resultados estéticos são alcançados em poucas sessões, com 30 minutos de duração cada uma. Desta forma, os dentes podem alcançar um clareamento final dois a quatro tons na escala de cores. A possibilidade de não usar agentes químicos no processo de clareamento atende um grande número de novos pacientes, como fumantes, grávidas e os que têm sensibilidade dental. Permite também a repetição deste procedimento com maior frequência, para melhor manutenção da cor. Quando há a indicação do uso de gel, será utilizado um gel mais suave em duas sessões, apenas, no consultório, com a supervisão do dentista.

Aposte no clareamento a laser para usar o sorriso como o seu melhor acessório nas ocasiões mais especiais da sua vida, como casamentos, formaturas ou para aparecer sempre em sua melhor forma no o dia a dia.
Quer saber como clarear os dentes com saúde e segurança, e com efeito duradouro? Converse com os profissionais da nossa clínica, aqui oferecemos o branqueamento dental perfeito para o que você precisa.

Implante Dentário

O implante dentário é utilizado para a substituição de dentes perdidos. A raiz do dente é substituída por uma estrutura de titânio sobre a qual se reconstrói o dente. Pode ser utilizado com segurança nos casos em que há necessidade de reposição de vários dentes ou até mesmo quando o paciente usa prótese total (dentadura) e deseja novamente ter seus dentes fixos. São muitos os benefícios comprovados com sua utilização, como melhora da autoestima, comunicação, digestão e saúde bucal.

Quando se fala em implante dentário, é muito comum que a primeira dúvida a ser sanada é: “Quanto custa um implante?”. É uma questão importante e válida, à medida em que hoje em dia já se tornou hábito fazer um planejamento financeiro para poder investir com segurança em algo que se esteja precisando ou sonhando – como um carro, por exemplo. E por falar em carro, quanto custa um carro? Depende do tamanho, modelo, marca, procedência, ano de fabricação e uma série de itens que impactam no preço final.

Com um implante o raciocínio é o mesmo! Ele é um tratamento que tem por objetivo atender a uma necessidade ou um desejo, e cumpre a sua missão com total êxito. A boa notícia é que existem parâmetros seguros para se estabelecer o custo desse investimento, com variáveis que vão desde a qualidade óssea do paciente até o tipo de implante escolhido e a quantidade de dentes que precisam de reposição, com valores totais que vão de aproximadamente R$ 1.500 a R$ 4.000 por dente.

O tratamento passa por uma rápida cirurgia, na qual a raiz do dente é substituída por uma estrutura de titânio sobre a qual se reconstrói o dente. Pode ser utilizado com segurança nos casos em que há necessidade de reposição de vários dentes ou até mesmo quando o paciente usa prótese total (dentadura) e deseja novamente ter seus dentes fixos. São muitos os benefícios comprovados com sua utilização, pois esse procedimento recupera as funções mastigatória, fonética e estética do paciente, com melhora da autoestima, comunicação, sociabilização, digestão e saúde bucal.

Além da estética, investir em restauração dentária e sua manutenção é uma questão essencial de saúde, que repercute na vida do paciente desde o momento em que é feito o procedimento até durante toda a vida – afinal, qual valor tem a saúde bucal no longo prazo? E quanto vale um sorriso confiante em todas as áreas da vida?

Os profissionais da Clínica Ayla são especialistas em implantodontia, trazendo o que há de mais novo em implantes, próteses e restaurações dentárias, com métodos que minimizam a dor e o incômodo. Com alto padrão de atendimento em odontologia clínica e estética, a Clínica Ayla trabalha com os melhores materiais, e realiza avaliações completas para a elaboração de um plano de tratamento que assegure qualidade de vida e conveniência para o paciente.

Invisalign®

O aparelho ortodôntico Invisalign® é um dispositivo transparente e removível que promove o alinhamento dos dentes por meio de uma série de alinhadores confeccionados com base em uma avançada tecnologia de fabricação e planejamento.
Praticamente invisível, promove o alinhamento dos dentes sem prejudicar a aparência.

O aparelho dentário transparente Invisalign® corrige os dentes sem dar aquele aspecto pesado para o visual dos aparelhos ortodônticos comuns.

É reconhecido como o “aparelho invisível número 1 no mundo”, disponível aqui na Clínica Ayla para quem precisa corrigir seus dentes mas não quer ostentar um sorriso metálico.

O Invisalign® é um aparelho transparente criado após décadas de pesquisa, que confere muito mais conforto por ser um aparelho autoligado, que não requer o uso de elásticos que prendam os bráquetes, e um efeito estético perfeito para quem gosta de discrição.

O aparelho móvel transparente também é muito mais higiênico que os aparelhos dentários comuns, além de poder reduzir consideravelmente o tempo de tratamento dos pacientes.

Ortodontia

Dentes alinhados e nivelados, suportados por uma gengiva saudável, influenciam muito na aparência, interferindo diretamente na autoestima. O tratamento ortodôntico pode ser feito em pacientes de todas as idades, desde que sejam respeitados os limites biológicos de cada um.

Periodontia

Abrange todos os tipos de tratamento que visam à obtenção da saúde gengival. A doença periodontal muitas vezes passa despercebida, pois na maioria dos casos é indolor. Embora tenha várias causas, a principal delas é o acúmulo de placa bacteriana, decorrente da higiene inadequada ou mesmo da dificuldade de higienização e de erros alimentares. Um dos primeiros sintomas é o sangramento na escovação, ao usar o fio de dental ou ao se alimentar. Se percebê-los, marque uma consulta.

Endodontia

O tão temido tratamento de canal, antes doloroso e demorado, agora é considerado um procedimento rotineiro, indolor e com alto índice de sucesso, salvando dentes que no passado teriam de ser extraídos. Apesar de a polpa ser removida, o dente permanece vital em relação aos tecidos que o circundam, ou seja, ao osso e ao tecido gengival, o que significa que o dente continua “vivo” e completamente funcional após o tratamento. É indicado em casos de cáries profundas, lesão ou inflamação, com sintomas que vão de dor no dente ou no maxilar, inchaço e dificuldade para mastigar, entre outros.

O tratamento de canal repara e preserva um dente bastante danificado ou contaminado em vez de extraí-lo. O procedimento envolve a remoção da área contaminada do dente, limpeza e desinfecção; em seguida, o dente é obturado e selado. As causas comuns de uma infecção dentro do canal do dente são fraturas, cáries profundas, tratamentos dentários repetitivos ou traumas. O termo “tratamento de canal” vem da limpeza dos canais no interior da raiz do dente.

Antigamente, tratamentos de canal eram dolorosos. Hoje em dia, com os avanços odontológicos e anestésicos, a maioria das pessoas sente pouca ou nenhuma dor no tratamento.

Dúvidas mais comuns:

Todo dente que dói deve ser tratado com endodontia?
Não. As dores podem ser provenientes de várias causas como: retração da gengiva, cáries, dentes submetidos a cargas intensas (forte mastigação), dentre outras. Mas somente o cirurgião-dentista poderá identificar o problema e encaminhar para o melhor tratamento.

Em quantas sessões se faz um tratamento endodôntico?
Depende da situação da polpa. Polpa viva e sem inflamação, geralmente uma sessão é suficiente; polpa viva e inflamada, em uma ou duas sessões; em caso de polpa necrosada serão necessárias mais sessões (determinadas pelo cirurgião-dentista).

Sentirei dor durante e/ou após o tratamento?
Durante o procedimento você estará anestesiado, sentirá apenas desconforto por ter de ficar com a boca aberta por um tempo maior. Após o tratamento, entre 48 e 72 horas, poderá ter uma sensação dolorosa e estará medicado.

Se meu dente já recebeu tratamento endodôntico, posso precisar de um novo tratamento?

Sim. Na maioria das vezes ocorre por causa de um tratamento onde não foi possível seguir todos os padrões necessários para o sucesso dele (total remoção dos microrganismos, vedação de todo o canal etc.). Pode também ocorrer por infecção secundária, pois, uma vez que o dente tem a polpa removida, ele perde a sensibilidade, que dificulta a detecção, e pode ser novamente atacado por cárie.

É possível que meu dente quebre e/ou fique fraco após o tratamento endodôntico?
Após a remoção do tecido cariado pode haver grande perda de estrutura dental. Sendo assim, é muito importante seguir as orientações do cirurgião-dentista referentes a reabilitação e manutenção do dente tratado.

Cirurgia Odontológica

Pequenas intervenções cirúrgicas muitas vezes são necessárias para a remoção de dentes perdidos e também de terceiros molares (dentes do siso). Realizamos cirurgia também para correção de desarmonias gengivais e para a colocação de implantes.

Se um dente quebra ou é danificado pela cárie, o dentista tentará consertá-lo com uma restauração, coroa ou outro tratamento. Mas quando o dano é muito grande, pode haver a necessidade de extraí-lo.
Algumas razões comuns para a remoção de dentes, além de danos e cárie, são:

  • Algumas pessoas têm dentes adicionais, que comprometem o alinhamento dos dentes.
  • Dentes de leite (decíduos), por vezes, não caem e atrapalham a erupção dos dentes permanentes.
  • Pessoas que colocarão aparelhos ortodônticos podem precisar da extração de dentes para abrir espaço para os dentes que serão alinhados.
  • Pessoas que se submetem à radioterapia na cabeça ou no pescoço podem ter de extrair alguns dentes.
  • Pessoas que recebem medicamentos contra o câncer podem desenvolver algumas infecções, pois esses medicamentos fragilizam o sistema imunológico. Dentes infeccionados podem necessitar de extração.

Os dentes do siso, também chamados de terceiros molares, são quase sempre extraídos antes ou depois de irromperem na boca. Eles normalmente nascem no final da adolescência, próximo dos 20 anos, e precisam ser extraídos caso estejam com cárie, infectados ou caso não haja espaço suficiente na boca.

A cirurgia é realizada no consultório, com instrumentais e medicamentos de última geração, como a laserterapia de baixa potência, para que o paciente sinta o menor desconforto possível durante e após o ato cirúrgico.

Bruxismo/ATM

A articulação temporomandibular (ATM) é a estrutura que conecta a mandíbula aos ossos temporais do crânio. A desordem da articulação temporomandibular, mais conhecida como DTM, ocorre quando existem problemas com os músculos e com a mandíbula no rosto.

Bruxismo pode ser sinal de estresse e ansiedade
Por Lorena Loreiro

O Bruxismo é uma desordem caracterizada pelo ato de ranger ou cerrar os dentes. Essa desordem pode levar a problemas maiores nos dentes, como o desgaste e amolecimento, e outros sintomas, como dores de cabeça, no pescoço e mandíbula. O bruxismo também pode ter ligação com a desordem temporomandibular (DTM).

Entre as principais causas do bruxismo, estão:

  • Estresse, ansiedade, frustração e raiva;
  • Má oclusão, que é quando os dentes e a mandíbula não se alinham corretamente;
  • Sintoma de determinadas doenças do sistema nervoso;
  • Efeito colateral de alguns medicamentos para o tratamento da depressão;
  • Complicação da doença de Huntington ou Parkinson

Sinais e Sintomas

  • Contrações dos músculos da mandíbula;
  • Ranger os dentes, emitindo um som que pode perturbar o sono da pessoa com quem você compartilha o quarto;
  • Músculos da mandíbula apertados ou doloridos;
  • Estalo ou clique quando você mexe a articulação temporomandibular;
  • Dor por um período prolongado nos músculos da face;
  • Dentes danificados, restaurações dentárias quebradas e gengiva ferida;
  • Dor de cabeça;

Tratamento

Os tratamentos do Bruxismo estão interligados com os tratamentos de DTM, e podem envolver uso de medicamentos, confecção de um dispositivo intraoral (conhecido como placa), fisioterapia e exercícios funcionais e laserterapia.

Em alguns casos, a reabilitação oral pode ser necessária.

Cada caso precise ser avaliado e diagnosticado para que se possa indicar o melhor tipo de tratamento.

Laserterapia

Alternativa para quem sofre com a sensibilidade dental, o laser terapêutico tem uma série de indicações, como alívio da dor, reparação tecidual, redução do edema e efeito anti-inflamatório, entre outras. Pode ser usado isoladamente no tratamento de aftas, hipersensibilidade dentária, herpes ou como coadjuvante na maioria das intervenções, melhorando, principalmente, o pós-operatório e a cicatrização.

DSD – Digital Smile Design

O Digital Smile Design (DSD) é uma ferramenta digital de planejamento estético que tem como objetivo facilitar a visualização na indicação de procedimentos odontológicos e aumentar a previsibilidade do tratamento. O DSD permite que o dentista e o técnico de laboratório de prótese transfiram a face para o modelo de gesso baseando-se na análise de proporções faciais e dentais, usando o protocolo fotográfico simplificado e o protocolo de vídeos (documentação dinâmica).

O conceito DSD visa a auxiliar o dentista e o técnico em alguns aspectos básicos:

  • Melhorar o planejamento estético e design do sorriso tornando o paciente um coautor do seu sorriso, com o auxílio do visagismo na Odontologia;
  • Facilitar a comunicação entre a equipe interdisciplinar;
  • Melhorar a comunicação com o paciente, facilitando a aceitação do caso por meio da Odontologia emocional ou motivacional;
  • Ter auxílio da tecnologia para permitir procedimentos clínicos mais eficientes e previsíveis.

Odontopediatria

Com orientação aos pais desde a gestação e para crianças até 12 anos, buscamos proporcionar experiências positivas e sem traumas nos cuidados com a saúde dental. Aqui os pequenos têm toda a atenção para que a visita ao dentista se torne uma rotina prazerosa, uma vez que no atendimento são usados temas lúdicos que fazem as crianças sentirem-se confiantes e descontraídas.

Qual é a hora certa para levar a criança ao dentista?

A odontopediatria é uma área dentro da odontologia dedicada aos cuidados da saúde bucal de bebês, crianças e, até, adolescentes. O principal foco dessa especialidade é promover a consciência sobre a importância de criar hábitos saudáveis da criança, para que sejam mantidos ao longo da vida.

Ao iniciar cedo uma rotina de visitas ao odontopediatra, pais e filhos criam um vínculo de confiança com o profissional. Esse acompanhamento é necessário para um bom desenvolvimento dos aspectos fisiológicos em cada fase.

Na odontopediatria, a palavra de ordem é a prevenção. Quanto mais cedo começar, melhor. Por isso, as futuras mamães podem até mesmo aproveitar a fase da gestação para receber as orientações sobre os cuidados iniciais com o bebê.

Parece cedo demais? Mas, não é! O objetivo principal dos primeiros contatos com o dentista pediatra é construir uma experiência de aprendizados. Assim, você pode evitar desgastes com o tratamento corretivo de problemas já existentes. Isso é fundamental para que essa dinâmica comece livre de traumas para os pequenos. Já para os pais, a odontopediatria serve como um guia para percorrer e entender todas as fases da infância. Isso ocorre antes mesmo do nascimento do primeiro dentinho.

Por se tratar de um momento repleto de novas experiências, muitas dúvidas surgem. A principal delas é saber qual o momento certo de marcar a primeira visita ao odontopediatra.

Baseada no aspecto da prevenção, a primeira visita ao odontopediatra deve ser agendada o mais cedo possível. Não há um consenso sobre quando isso deve acontecer: se antes ou depois do aparecimento do primeiro dentinho, entretanto, é indispensável que o bebê receba cuidados rotineiros de higienização da gengiva a partir do terceiro mês.

Já por volta dos seis meses, quando o primeiro dente de leite começa a despontar, os cuidados também envolvem técnicas para o alívio do desconforto na gengiva. Nesses casos, os pais devem estar preparados para fazer massagens e utilizar os recursos ideais como mordedores, por exemplo. Outro aspecto fundamental é a higienização com escova. Esse hábito deve começar logo ao nascer do primeiro dente.

Pode parecer complicado cumprir todas as rotinas em cada fase, mas os pais podem ficar tranquilos. A Clínica Ayla busca sempre trazer experiências positivas e sem traumas quanto aos cuidados com a saúde dental. Aqui os pequenos têm toda a atenção para que a visita ao dentista se torne uma rotina prazerosa. No atendimento são usados temas lúdicos que fazem com que as crianças se sintam confiantes e descontraídas.

Fique atento, pois assim como indicado para os adultos, as visitas periódicas dos pequenos ao dentista também devem ser feitas a cada seis meses.